15 Obras de Álvaro Siza Vieira que Qualquer Arquiteto Deve Visitar

Álvaro Siza Vieira é o arquiteto português mais famoso e renomado internacionalmente, para além de ser considerado um educador arquitetónico. As suas obras são difíceis de descrever em poucas palavras, mas aqui ficam 15 que, definitivamente, valem a pena visitar.

1. As Piscinas de Leça da Palmeira

As Piscinas de Leça foram dos primeiros projetos a solo de Álvaro Siza Vieira. Siza foi cuidadoso em preservar uma grande porção das formações de rocha já existentes ao planear as suas intervenções modernas à paisagem. As piscinas por ele criadas estendem-se até ao oceano, que se mistura facilmente com as formações naturais das piscinas ao longo da costa do Atlântico.

2. Fundação Iberê Camargo

Com métodos de compressões e descompressões, aberturas e encerramentos, vácuos e luzes, o arquiteto Português assinala os caminhos, os pontos de vista e as perspetivas da passagem do tempo com este trabalho, localizado na cidade brasileira de Porto Alegre.

3. Centro de Pesquisa & Desenvolvimento da Amore Pacific

É a quarenta minutos de carro de Seoul, na cidade periférica de Yongin-si, em Gyeonggi-do, que a Amore Pacific, uma conhecida empresa local de cosméticos, tem a sua sede instalada. O edifício do Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, projetado por Álvaro Siza em conjunto com Carlos Castanheira, possui laboratórios, escritórios, salas de palestras, ambientes polivalentes e instalações para receção de visitantes.

4. Pavilhão Nacional Português Expo ’98

No Pavilhão Nacional Português da Expo ’98 existe uma graciosa harmonia entre estrutura e enquadramento arquitetónico. Situado no Rio Tejo em Lisboa, Portugal, o projeto concebido por Álvaro Siza é um enorme e impossivelmente fino dossel de betão, entre dois pórticos poderosos e enquadrando uma vista imponente sobre a água.

5. Bonjour Tristesse

Localizado em Berlim, foi o primeiro edifício de Álvaro Siza concluído fora de Portugal. Antes da sua construção, o local possuía diversas lojas de andar térreo. Este edifício foi construído inicialmente como habitação social para imigrantes turcos na Alemanha.

6. New Orleans (Roterdão)

É atualmente o edifício residencial mais alto (e o segundo mais alto a nível global) da Holanda. Consiste numa zona residencial com piscina, saunas e ginásio para moradores, bem como uma zona comercial com o cinema Lantaren Venster.

7. Escola Superior de Arquitetura do Porto

A FAUP é independente há mais de 20 anos e deu origem ao movimento modernista conhecido como a Escola do Porto, que alcançou proeminência a nível nacional e internacional. Construída entre 1985 e 1996, o set consiste em 10 volumes diferentes, cada um com suas particularidades, mas que encontram a sua identidade através da cor, opacidade e soluções construtivas.

8. Revigrés

É um Salão de Exposição e Vendas no local da fábrica Revigrés perto de Águeda. O Edifício Comercial Revigrés (que inclui um salão de exposições, um auditório e escritórios) concebido por Álvaro Siza foi inaugurado em 1997 para comemorar o 20º aniversário da Revigrés, uma empresa Portuguesa de cerâmicas muito antiga e famosa.

9. Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso

A Fundação Nadir Afonso está localizada na margem direita do rio Tâmega, em Chaves. Os dois espaços principais de exposições foram desenvolvidos em paralelo, um iluminado por uma claraboia contínua e o outro aberto para o rio.

10. Auditório da Universidade do País Basco

Alberga o auditório do UPV/EHU, que complementa a Biblioteca da Universidade de Deusto, desenhada por Rafael Moneo. Com a forma de um L, a sua fachada principal é revestida com azulejos cinzentos feitos à mão, realçando os restantes em mármore branco. Ao redor do edifício, para além da biblioteca, estão a Torre Iberdrola, o Museu Guggenheim Bilbao e a Praça Euskadi.

11. Serralves

Serralves é uma instituição cultural concebida por Álvaro Siza situada no Porto, Portugal, e é uma das mais importantes em todos os países. Inclui um Museu de Arte Contemporânea, um Parque e uma Moradia, cada um deles um exemplo de arquitetura contemporânea, Modernismo, e arquitetura Art Déco. Ao chegar lá, certifique-se de que visita o lindo Parque, concebido pelo arquiteto paisagista Jacques Gréber. O projeto, cujos esboços datam de 1932, é caracterizado por um classicismo moderno, ligeiramente Deco, influenciado pelos jardins Franceses dos séculos XVI e XVII.

12. Adega Mayor

A planta retangular da adega, 40×120 metros, está situada numa cavidade já existente e é constituída por paredes, virtualmente sem janelas, de 9 metros de altura. A entrada dos visitantes e da mercadoria é localizada na zona sudeste do edifício e o volume acima dela é um andar mais alto do que o resto do edifício, dando acesso a um terraço panorâmico no telhado.

13. Teatro-Auditório de Llinars del Valles

Localizado em Barcelona, o edifício concebido por Álvaro Siza foi articulado, em planta e elevação, a partir do “coração” da atividade, a caixa cênica. A partir deste ponto, tudo depende das ações do equipamento e suas visões dos músicos e atores; espectadores, cenários, camarins, armazenamento, administração. Assim, os diferentes usuários são organizados em espaços cenográficos e os volumes correspondentes a estes espaços são usados como pretendidos, estruturado por pátios em sua área externa.

14. Centro Meteorológico de Barcelona

Localizado no Paseo Maritimo, em Barcelona, o centro foi construído para os Jogos Olímpicos de 1992. Serviu como sede para os meteorologistas que faziam a previsão do tempo durante os eventos Olímpicos ao ar livre, como as corridas.

15. Edifício sobre a Água

Localizado no Parque Industrial New Salt da Cidade Huai’na, na Província de Jiangsu, a Shihlien Chemical Industrial Jiangsu Co. é uma das maiores produtoras de carbonato de sódio e cloreto de amónio combinado do mundo. A fábrica cobre uma área de dois quilómetros quadrados e utiliza os mais avançados processos e tecnologias de produção.

Voltar ao topo