Dicas para Maximizar um Espaço Através da Arquitetura

A arquitetura atual não é tanto acerca de grandes designs e estilos complicados, mas sim sobre maximizar o mínimo. Isto poderá soar contraditório, mas existem formas de maximizar o seu edifício sem o sobrecarregar. Uma arquitetura moderna e minimalista é o caminho, mas isso não significa designs aborrecidos. Poderá maximizar a arquitetura e ainda ficar dentro dos padrões atuais da mesma.

Por exemplo, não necessita de ter muitos metros quadrados para causar impacto. Em vez disso, as dicas de arquitetura mais atuais darão ênfase ao espaço interior da sua casa, deixando imenso espaço para decoração. Desde trabalhar espaço não utilizado a cortar o que não funciona, existem diversas formas de rentabilizar o edifício recorrendo à arquitetura.

Se alguma vez lhe ocorreu redesenhar o seu espaço atual, fazer uma renovação ou começar um novo projeto de construção, ficam aqui as melhores formas de maximizar o seu espaço através da arquitetura.

  • Remover espaços vazios desnecessários

Os edifícios devem sempre ser projetados com o utilizador final em mente. A importância da arquitetura depende da sua relevância. Se o seu edifício não for funcional para os seus ocupantes, então foi provavelmente projetado erradamente. Uma das razões que causa falhas no design é a existência de espaços vazios, desnecessários.

Num espaço comercial, existe por norma imenso espaço não utilizado corretamente. No entanto, nenhum espaço é considerado disfuncional. Os designers podem apoiar a resolução do problema ao considerar a funcionalidade de cada área. Durante a fase de design do processo de arquitetura, os designers devem ter todos os aspetos em consideração. Em vez de deixarem espaços abertos a interpretação, deverão garantir que todas as divisões servem um propósito.

Obviamente que deverá existir espaço para “respirar”. O importante será encontrar o equilíbrio perfeito determinando o que o espaço necessita, utilizando espaço vazio sempre que necessário e deixando o restante livre.

  • Olhe para cima

Muitos designers focam os seus esforços no que recai abaixo das linhas médias. No entanto, um bom designer aproveita as vantagens de tudo o que está ao seu dispor (incluindo o que acontece acima). Alguma vez considerou abrir o teto? O estilo industrial introduziu tetos abertos para configurações comerciais. É possível transformar inteiramente um espaço ao abri-lo acima da sua linha de visão.

Tetos altos dão a sensação de espaço extra para a luz viajar. Também proporcionam interesse, apelo e imensas vantagens. Em climas mais quentes, é mais fácil arejar os espaços com tetos mais altos. Também proporcionam espaço para armazenamento em altura, iluminação interessante e outros pormenores de design.

  • Considere a iluminação

Como mencionado antes, a iluminação é um dos pontos críticos que permite que um espaço se abra. A luz é muito importante para a maioria dos designers e arquitetos. Uma das formas de maximizar qualquer espaço é permitir que a iluminação natural viaje através das estruturas de múltiplas formas. Em adição à colocação de janelas, portas, clarabóias e outras soluções, todas as divisões devem incluir camadas de luz. Poderá escolher chão de madeira em tons claros, tinta em tons claros, espelhos e outros acessórios que forneçam às divisões a luminosidade que elas merecem.

  • Espaço de armazenamento integrado

A desordem é inimiga do espaço. Uma das razões pela qual o minimalismo se apoderou da arquitetura e do design prende-se com o facto de remover a desordem e de se focar no que realmente interessa. Em vez de deitar fora todas as suas posses, o ideal é ser estratégico em relação ao armazenamento. Evite comprar soluções individuais de armazenamento e procure ser pró-ativo, criando armazenamento integrado nas divisões. Isto poderá ser alcançado com a colocação de prateleiras, armários embutidos, armazenamento escondido e closets, por exemplo.

  • Reconfigure o telhado

Um telhado pode ter mais funções do que propriamente colocar telhas. Poderá basear-se em espaços comerciais, complexos de apartamentos e hotéis, fazendo uma reconfiguração do teto. Uma das formas para o fazer será, por exemplo, adicionar um terraço. Estes terraços podem ter vários propósitos, como por exemplo, a criação de um jardim, uma piscina, área de jantar, ou qualquer outra aplicação. Existem imensas formas de maximizar a sua estrutura através de uma reconfiguração do telhado.

  • Questione-se sobre as escolhas dos corrimãos

Outra forma de criar espaço é através da eliminação de corrimãos de escadas. Os edifícios mais antigos focavam-se mais nos custos do que propriamente na função ou na estética. Hoje em dia, é possível combinar os 3. Muitos designers estão a eliminar por completo os corrimãos de escadas enquanto outros estão a usar estilos alternativos que não comprometam o espaço. Algumas opções a considerar nestes casos são:

  • Corrimãos em vidro;
  • Corrimãos em tela metálica;
  • Corrimãos em ferro;
  • Escadas flutuantes.

Seja qual for a opção que escolha, estes são apenas alguns exemplos de como um design tradicional pode limitar o seu espaço. Em vez de utilizar o que toda a gente tipicamente utiliza, trabalhar em conjunto com um arquiteto e um designer criativos, abre a possibilidade de ultrapassar os limites do que é possível fazer.

  • Decida entre plantas abertas ou tradicionais.

A forma mais popular de maximizar o espaço interior, utilizada pelos arquitetos, é através de plantas abertas. No entanto, não é sempre a melhor forma. Existem vantagens nas plantas tradicionais e fechadas, assim como existem vantagens nas plantas abertas. Numa planta convencional cada área se torna uma divisão separada com paredes. As plantas abertas removem as barreiras e deixam o espaço todo aberto como uma só área maior. As plantas abertas ganharam popularidade graças à facilidade de acesso e à sua flexibilidade. As paredes podem tornar-se um desafio no que diz respeito à fluidez  da estrutura. Pode igualmente diminuir os metros quadrados do edifício. Mas existem vantagens de trabalhar com plantas fechadas, como por exemplo em espaços de escritórios, que necessitam de mais áreas privadas, quer sejam para espaços de reuniões ou escritórios para administradores. Pode também servir para delimitar áreas com usos específicos como espaços para pausas ou refeições e espaços comuns.

Voltar ao topo